[Resenha] One Man Guy, por Barakiva

Hey readers! 

Hoje vocês vão conhecer esse romance que me surpreendeu,e que irá surpreender vocês. Ele se trata da história de Alek e de quando ele se apaixona por Ethan seu novo amigo. Vamos conhecer?

Image and video hosting by TinyPic ¤ SINOPSE ¤
Um romance sobre dois garotos, dois mundos e um encontro.
Ethan é tudo o que Alek gostaria de ser: confiante, livre e irreverente. Apesar de estudarem na mesma escola, os dois garotos pertencem a mundos diferentes. Enquanto Ethan é descolado e tem vários amigos, Alek tem apenas uma, Becky, e convive intensamente com sua família e a comunidade armênia.
Mesmo com tantas diferenças, os destinos de Ethan e Alek se cruzam ao precisarem frequentar um mesmo curso de férias. Quando Ethan convence Alek a matar aula e ir a um show de Rufus Wainwright no Central Park, em Nova York, Alek embarca em sua primeira aventura fora de sua existência no subúrbio de Nova Jersey e da proteção de sua família.
E ele não consegue acreditar que um cara tão legal quer ser seu amigo. Ou, talvez, mais do que isso.
One Man Guy é uma história romântica, comovente e engraçada sobre o que acontece quando as pessoas saem de suas zonas de conforto e ajudam o outro a ver o mundo (e a si mesmo) como nunca viram antes.


¤ RESENHA ¤

Assim que vi a capa de One Man Guy eu pensei que fosse um livro adolescente, sobre uma leitura mais para o publico infantil, mas me surpreendi quando comecei a ler e percebi que ele abordava um assunto muito mais maduro, e para um publico mais velho. Com uma leitura divertida e leve, Michael Barakiva nos leva a um assunto muito atual e polêmico que é o romance LGBT.

O livro nos apresenta Alek, um menino de 14 anos de origem Armênia que tem uma criação bem rigida conforme sua tradição Armenica pelos seus pais. Ele, seus pais e seu irmão vivem em New Jersey e devido essa criação Alek não tem muitos amigos, somente a Becky. Com o começo da férias Alek se sente animado com a possibilidade de viajar com seus pais, assim como eles prometeram ano passado, só que o plano do seus pais são bem diferentes. Eles decidiram matricular Alek numa turma especial de férias para que ele possa melhorar seu desempenho escolar.

Alek fica extremamente aborrecido, achando que seus pais dão mais valor ao seu irmão mais velho do que ele, mas se dedica em melhorar ao máximo. Nessas aulas ele conhece o Ethan, um jovem rebelde que vive andando com seu skate e é gay assumido. Ethan coloca o Alek em varias aventuras e acabam se apaixonando, e é nesse ponto, na minha opinião, que a história realmente começa a ficar interessante e o autor finalmente converge as situações da trama de modo com que a história do protagonista começa a se desenvolver.

Todos os personagens me chamaram atenção, o Alek com seu jeito tímido e reservado, a Becky com suas conversas divertidas, mas o qual me identifiquei mais foi o Ethan com seu jeito solto e largado, que não se importa com o que dizem de si e que mostra o mundo como ele realmente é.

Quando falamos do projeto grafico do livro, com certeza me chama atenção a capa e como os dois meninos fazem com que criemos as figuras de cada um deles de acordo com o aspecto fisico e a personalidade deles. Achei a leitura bem fluida a partir da pagina 60 do livro, e com certeza a fonte e bem agradavel fazendo com que nem visse o tempo passar.

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥  

Postado por: 
Thais Miranda

Anúncios

Um comentário sobre “[Resenha] One Man Guy, por Barakiva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s