[Resenha] Temporada dos Ossos, por Samantha Shannon

Oi geeeeente
Vocês conhecem o livro Temporada dos Ossos, da escritora Samantha Shannon? Este é o primeiro livro de SETE, da série Bone Season – pois é, queridos, não teremos uma trilogia, e sim SETE LIVROS! Haja distopia sobrenatural nesse lugar!

Quer conhecer um pouco mais dessa história que conquistou a mim e a MUITOS leitores?

Image and video hosting by TinyPic» SINOPSE «
Distopia com uma pegada sobrenatural são os ingredientes da série Bone Season, de Samantha Shannon, que chega ao Brasil pelo selo Fantástica Rocco. Ambientada em 2059, a trama acompanha a protagonista Paige Mahoney, uma andarilha onírica, alguém capaz de entrar na mente das pessoas e captar pensamentos e fragmentos de sonhos. Considerada traidora pelo governo, Paige paga por seu dom com a sua liberdade e é enviada para uma prisão secreta em Oxford. Lá, ela conhece os Rephaim, criaturas de uma raça antiga que desejam controlar a clarividência de Paige e de outros como ela, e precisará aprender a confiar em aliados improváveis não só para reconquistar a liberdade, mas garantir a própria sobrevivência. Considerada um dos principais nomes da literatura de fantasia dos últimos tempos, Samantha Shannon entrega aos leitores um romance surpreendente e arrebatador.

» RESENHA «
            Na história conhecemos Paige, uma menina clarividente que usa os seus poderes para poder sobreviver em um mundo futuro, no ano de 2059. Temos como cenário principal, a atual Londres, mas com a capital SciLo e o governo Scion, comandado por Mime-Iord, e Sheol I, o melhor lugar para morar, e com um sistema de segurança além do comum, principalmente quando se fala sobre a presença dos Clarividentes, que são divididos em “Advinhos”, “Sensitivos”, “Guardiões”, “Médiuns”, “Algures”, “Saltadores” e “Fúrias”.

            Paige Mahoney é um dos membros do Sete Selos, junto com mais seis clarividentes – o grupo I-4 – que usam os seus poderes para atacar a capital. Ela é uma hacker e uma das clarividentes mais habilidosas, que consegue saber localização, roubar informações e ainda tem o poder de matar as pessoas com o seu poder. E, ao mater dois sub-guardas de Scion, ela acabou se encrencando ainda mais. Ao achar que seria mandada para uma prisão comum para os clarividentes, ela é levada para Oxford em Sheol I, a universidade que não possuía nenhum humano até então.

“Agora eu era uma assassina. E o pior, eu tinha deixado uma prova: um sobrevivente.”

             A universidade era base dos Rephaim, que tiveram que vir à Terra cerca de 200 antes, assim que a raça dos Him invadiram seu local. E, para que eles pudessem ficar na Terra, foi feito um acordo com o Governo. Se os Rephaim exterminassem todos os Him da Terra, o Governo lhe daria em troca os clarividentes, que são uma ameaça para SciLo. De cara você não entende por que a raça quer ter pessoas como Paige em seu poder, mas vale dizer que se os humanos estiverem nas mãos dos Rephaim, poderão formar um exército cheio de pessoas com poderes – quem não gostaria de ter isso?

              Com certeza você deve estar se perguntando sobre o que seria a Temporada dos Ossos, certo? Bem, vou explicar! Essa temporada é o momento onde acontece uma série de testes onde as pessoas são definidas socialmente e se podem ou não ganhar uma túnica – numa vibe bem divergente mesmo! Os grupos são divididos e, no caso de Paige, ela acaba tendo como “mentor”, o Consorte de Sangue. Se os Raphaim querem ter clarividentes em seu exército, claro que tudo terá um custo, e ao perceber isso, Paige vai fazer de tudo para fugir das garras dessa raça que fará muita coisa ruim com as pessoas “especiais”. E, ao tentar fugir, a menina vai se encontrar em um grande problema e vai acabar se separando do seu grupo da I-4, mas será salva por uma pessoa super inesperada, mas não posso dizer muito mais sobre o que isso acontecerá.

            Eu me identifiquei muito com a Paige, pois ela é daquelas meninas que não tem medo das consequências e faz o que quer, sem depender de nada, nem de ninguém. Ela é daquelas personagens que são representativas, e empoderadas, então eu AMEI o livro! Com certeza um dos melhores livros que li até agora, esse ano. Não acho que ela seja uma nova J.K Rowling como muita gente aí diz, mas tenho certeza que o futuro dela em distopia sobrenatural com certeza é muito promissor, e por mais que a série tenha sete livros, eu vou acompanhar todos!

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ 5/5

Postado por: Paulinha C.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s