[Resenha] S.O.S. Amor Para Apaixonadas (ou Desesperadas), por Flavia Pavanelli

Olá leitores, como estão?
Hoje temos uma resenha um tanto quanto inusitada, pois NUNCA pensei que eu faria resenha deste livro um dia. Vamos falar sobre S.O.S. Amor Para Apaixonadas (ou Desesperadas), da youtuber Flavia Pavanelli. 

Image and video hosting by TinyPic

S.O.S. amor para apaixonadas (ou desesperadas)
Autora: Flavia Pavanelli

Ano: 2016
Páginas: 144
Editora: Gutenberg
Compre aqui: Saraiva
» SINOPSE «
Quando percebi que boa parte das garotas que me escrevem nas redes sociais pedem conselhos amorosos, senti a necessidade de conversar mais de perto com essas meninas que, assim como eu, estão descobrindo e vivendo seus primeiros relacionamentos. E existe melhor maneira de fazer isso do que num livro? São tantas perguntas que povoam nossas cabecinhas quando falamos de relacionamentos que às vezes fica muito difícil conseguir entender o que se passa em nosso coração. É por isso que eu estou aqui, amiga: para te ajudar! Mais do que um “S.O.S. amor”, este aqui é nosso espacinho, de amiga pra amiga. Tenho certeza de que temos muuuuitas coisas em comum, e é por isso que acredito que compartilhando um pouquinho das minhas experiências vou poder te ajudar nos assuntos complicados do coração! Então, bora lá?

» RESENHA «
Em parceria na Aliança de Blogueiros, recebemos S.O.S. Amor Para Apaixonadas (ou Desesperadas), da editora Gutemberg. Nesse livro conhecemos um pouco sobre as experiências amorosas, do crush, e do tocos vividos e contados pela youtuber Flavia Pavanelli. 

Com certeza se você nasceu entre 1990 e 1996 você vai lembrar da época de Orkut e Fotolog, porque essa fase adolescente foi muito marcada por essa rede social. Como eu já passei dessa fase – GRAÇAS A DEUS – a minha visão do livro é completamente diferente do que uma menina de 13 a 15 anos tem, então deve ter sido por isso que eu não curti o livro. 
A temática do primeiro amor, o primeiro término e aquela fossa é bem recorrente para todos nós em algum momento da vida, então não tem como não se identificar com algum momento da leitura. Fiquei um pouco surpresa, já que a Flavia tem dezoito anos e já escreveu um livro com essa temática, mas ao mesmo tempo eu pensei que as coisas são tão precoces atualmente, que quando você tem seu primeiro beijo ou primeira relação sexual aos 18 anos acaba sendo até um pouco tarde para algumas pessoas, e acaba sendo motivo de chacota.
Descobri que ela usou ghostwriter – mas não sei se é verdade – mas acredito que para escrever um livro desse, nem precisa, se a temática é tão perto da realidade. Mas enfim, não vamos julgar sem saber. Acredito que a única coisa que podemos destacar é a parte gráfica do livro. É impossível pegar o livro e não se encantar com todo o trabalho gráfico de todo o projeto. É bem interativo e com certeza os jovens conseguem ler bem rapidinho. Eu já passei para uma prima mais nova, pois com certeza não farei releitura. Como sempre digo: não quer dizer que o livro será ruim pra você se foi ruim para mim.

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ 1/5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s